Bradley Manning é culpado de espionagem no caso Wikileaks

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Bradley Manning, o soldado do Exército dos EUA que vazou milhares de documentos secretos foi condenado por espionagem, mas não de ajudar o inimigo.

Soldado Manning, 25 anos, foi considerado culpado de 20 acusações no total, incluindo roubo e fraude de computadores. Ele admitiu ter vazando documentos sigilosos para a organização Wikileaks, mas disse que fez isso para provocar um debate sobre a política externa dos EUA.
Ele enfrenta uma pena máxima de até 136 anos. Sua audiência de sentença está marcada para começar na quarta-feira. Além de várias acusações de espionagem, ele também foi considerado culpado de cinco acusações de roubo, duas acusações de fraude de computador e várias infrações militares.
O soldado Manning se levantou e enfrentou o juiz coronel Denise Lind enquanto lia a decisão na terça-feira. Ela disse que iria liberar resultados escritos detalhados em uma data posterior.
Ele parecia não reagir durante o veredicto, mas seu advogado de defesa, David Coombs, sorriu quando a absolvição por ajudar o inimigo foi lida.
“Vencemos a batalha, agora temos de ir ganhar a guerra”, disse seu advogado de defesa, David Coombs. “Hoje é um bom dia, mas Bradley ainda não esta fora da linha de fogo.”

 

Fonte: BBC News

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *